Gestão remota: como superar o desafio de manter a equipe engajada à distância

O gerenciamento de equipes é, por si só, um desafio para qualquer profissional. Quando elas são remotas, a responsabilidade é ainda maior. Como, então, manter o time engajado à distância?

Diferente perfis, tipos de profissionais e demandas representam um grande desafio. Quando existe uma distância a comunicação perde eficiência e, por isso, é fundamental contar com estratégias e ferramentas para lidar com isso.

Precisa liderar times remotos? A gente te ajuda a superar essas barreiras em cinco passos:

 

  1. Certifique-se de que a comunicação está alinhada

 

Qualquer tipo de gestão se baseia na boa comunicação. Se o trabalho é remoto, essa habilidade é ainda mais indispensável.

Uma das maneiras de garantir que a comunicação seja efetiva é utilizar a tecnologia. Ela proporciona diversos mecanismos que simplificam o gerenciamento de equipes que trabalham remotamente.

Alguns exemplos de ferramentas que os gestores podem utilizar são aplicativos de mensagem, reuniões por vídeo ou gerenciadores online.

 

  1. Incentive o profissional a ter mais autonomia

 

Gerenciar o próprio tempo é uma liberdade essencial a qualquer profissional, inclusive os que não trabalham remotamente.

Ao garantir essa autonomia é possível fazer com que o colaborador seja mais independente e o líder se concentre em ações mais estratégicas. Uma opção é buscar soluções e tecnologias para facilitar a rotina.

Quando uma pessoa consegue se auto gerenciar, cabe ao gestor acompanhá-la, conduzi-la e ajudá-la a encontrar modelos de trabalho que facilitem sua rotina.

 

  1. Trabalhe a gestão de conflitos

 

Conflitos acontecem, independentemente de trabalhar perto ou longe de outras pessoas. Entretanto, quando o time é remoto, é primordial ter uma política pré-definida para lidar com esses problemas.

Essas orientações podem incluir como deve ser a reação diante de situações desconfortáveis. Alguns exemplos são “seja humilde e aprenda com seus erros”; “foque em soluções, não em culpados”; “sempre que necessário, peça a opinião dos outros”; “trate o outro como gostaria de ser tratado”, etc.

 

  1. Cuide para que a produtividade não caia

 

O home office eleva a produtividade na maioria das vezes. Isso porque o profissional não perde tanto tempo se deslocando até o trabalho e fica mais relaxada.

Entretanto, há quem diga que essa modalidade de trabalho gera mais distrações, reduzindo a produtividade.

Se isso acontecer na sua empresa, é preciso adotar um modelo de gestão de tempo. Essa ferramenta controla e monitora o tempo que está sendo gasto em uma atividade ou projeto. Assim, ela ajuda a distribuir melhor as tarefas entre o time.

 

  1. Faça o controle das horas de trabalho

 

Embora os colaboradores precisem ter liberdade e flexibilidade, é importante registrar suas horas. Isso porque, ao final do mês, o RH precisa fechar a folha de pagamento.

Algumas tecnologias permitem que o próprio colaborador marque o ponto em seu computador. Com geolocalização de batidas, essas soluções ajudam a se certificar de quem a pessoa está, de fato, produzindo.

Desafiador, o gerenciamento de equipes remotas é uma tendência em todo o mundo e requer habilidades específicas.

Com o desenvolvimento de algumas habilidades e entendendo os pontos citados acima é possível conseguir isso. Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish